Amiga afirma que caiaque estava furado depois de professor morrer em lago de hotel

Vítima estava em congresso de educação

Comentar
Compartilhar
08 nov 2016 Por Midiamax 8h24
hotel-do-lago-professor-morto-caiaque

Foto: Rreprodução Mídiamax

Jonas Lobato Vermeiro, de 27 anos, morreu afogado nesta segunda-feira (7) depois de afundar com um caíque em um lago de um hotel, em Campo Grande, na Chácara das Mansões. Ele não sabia nadar.

A colega de Jonas disse aos policiais, que por volta das 17 horas desta segunda-feira (7) pegaram um caiaque no hotel, onde estavam participando de um congresso de educação, pela Secretaria de Educação, e foram remar no lago do estabelecimento.

Ainda de acordo com a jovem, os caiaques estavam danificados com furos no casco, o que facilitou a entrada de água no barco. Ela teria conseguido sair do lago, já o amigo afundou junto do caiaque a uma profundidade de dois metros.

A mulher ainda teria tentado jogar boias para o amigo, sem sucesso. O corpo foi encontro próximo ao caíque no fundo do lago. O funcionário do local afirmou que não sabia que os dois jovens teriam usado o equipamento, o que confronta a afirmação da jovem que diz que o funcionário teria permitido que eles usassem o equipamento.

O caso foi registrado como morte a esclarecer e a polícia investiga o caso.

https://www.youtube.com/embed/C2slyyXpoVI

Colunas

Contraponto