Após tumulto, Trump é retirado de palanque por serviço secreto

O candidato republicano à Casa Branca Donald Trump foi retirado do palco por agentes do serviço secreto após uma aparente ameaça durante um discurso em Reno, Nevada, na noite deste sábado (5). Segundo testemunhas que estavam bem em frente ao palco, houve um tumulto, e Trump chegou a colocar a mão sobre os olhos para […]

Comentar
Compartilhar
06 nov 2016 Por UOL Folha 10h37
Donald Trump é retirado do palco por agentes do serviço secreto após uma aparente ameaça durante comício em Reno, Nevada.

Donald Trump é retirado do palco por agentes do serviço secreto após uma aparente ameaça durante comício em Reno, Nevada.

O candidato republicano à Casa Branca Donald Trump foi retirado do palco por agentes do serviço secreto após uma aparente ameaça durante um discurso em Reno, Nevada, na noite deste sábado (5).

Segundo testemunhas que estavam bem em frente ao palco, houve um tumulto, e Trump chegou a colocar a mão sobre os olhos para poder enxergar a plateia em meio à confusão. Neste momento, dois agentes se colocam à sua frente e o retiram do palanque.

Em comunicado, o Serviço Secreto informou que o tumulto começou após alguém na plateia gritar “Arma!”, mas nenhuma arma foi encontrada. Um homem que estava na plateia foi imobilizado e logo levado para fora do local por seguranças.

O republicano voltou ao palanque após alguns minutos e respondeu ao episódio com um “nunca seremos parados”.

O esquema de segurança para entrar nos comícios, seja de Trump e Hillary ou de seus companheiros de chapa, é bastante rigoroso. O público passa por detectores de metais e tem suas bolsas e mochilas abertas e revistadas.

Houve primeiro rumores de que o homem detido poderia ter uma arma, mas a informação não foi confirmada.

Após o comício, que se dá a três dias das eleições presidenciais, Trump divulgou uma nota agradecendo ao Serviço Secreto e aos agentes de segurança em Reno por sua “rápida e profissional resposta”.

“Também quero agradecer às muitas milhares de pessoas presentes por seu apoio inabalável e inacreditável. Nada vai nos parar – vamos tornar a América grande de novo”, disse no comunicado.

Não é a primeira vez que o Serviço Secreto age para proteger Trump num comício. Em março, em Dayton, Ohio, quatro agentes subiram ao palco e o cercaram depois que ele discutiu com um homem que estava na plateia e tentou alcançá-lo.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto