Bancários entram no 11º dia de greve sem previsão para o fim da paralisação

A greve dos bancários entra no 11º dia nesta sexta-feira (16) sendo que em Corumbá a adesão ao movimento atingiu 100% das agências bancárias da cidade, assim como em outros 27 municípios de Mato Grosso do Sul que estão com as atividades paralisadas. Na Capital, são 99 bancos em greve das 120 existentes, o que […]

Comentar
Compartilhar
16 set 2016 Por Erik Silva 10h31
Após 21 dias de paralisação, bancários da rede pública decidem encerrar a greve / Foto: Erik Silva

Bancários entram no 11º dia de paralisação das atividades / Foto: Erik Silva

A greve dos bancários entra no 11º dia nesta sexta-feira (16) sendo que em Corumbá a adesão ao movimento atingiu 100% das agências bancárias da cidade, assim como em outros 27 municípios de Mato Grosso do Sul que estão com as atividades paralisadas. Na Capital, são 99 bancos em greve das 120 existentes, o que significa uma adesão de 85%.

Conforme o Sindicato dos Bancários, ainda não há reunião agendada com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) o que indica que a paralisação não tem data para acabar.

A categoria pede um reajuste de 14,78%, índice calculado para repor a inflação de 9,78% e também dar ganho real de salário de 5%. Além disso, é pedido atendimento a propostas referentes às condições de trabalho, ignorados pelos patrões.

Representantes da Fenaban se reuniram ontem (15) com o Comando Nacional dos bancários e apresentaram proposta de reajuste de 7% e abono de R$ 3,3 mil, valores considerados insatisfatórios pela categoria, mantendo a greve.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto