Banco do Brasil detalha o fechamento de agências em Mato Grosso do Sul ao Procon

De acordo com as informações repassadas pela instituição bancária, nenhum município ficará desassistido no processo de reorganização das agências no país

Comentar
Compartilhar
01 dez 2016 Por Erik Silva 8h58
reuniao-bb

Reunião foi realizada no início da semana em Campo Grande

Em reunião realizada na última segunda-feira, 28, na sede da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), em Campo Grande, a superintendente para Orientação e Defesa do Consumidor, Rosimeire Cecília da Costa, recebeu representantes do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul, que apresentaram o plano de reorganização institucional.

De acordo com as informações repassadas pela instituição bancária, nenhum município ficará desassistido no processo de reorganização das agências no país. Segundo foi repassado, a revisão se concentra em cidades de médio e grande porte nas quais o Banco do Brasil tem mais de uma agência.

Mudanças em Mato Grosso do Sul

As medidas envolvem a desativação de 402 agências e a transformação de 379 em postos de atendimento no país. Em Mato Grosso do Sul, quatro agências serão fechadas com a reorganização e outras quatro serão transformadas em postos de atendimento. Ao final desse processo de reorganização, no Estado permanecerão 78 agências e 21 postos de atendimento, mais dois escritórios digitais com previsão de inauguração no próximo mês e a primeira agência agro do país.

O encerramento da atividade dessas agências está previsto para ocorrer em janeiro e fevereiro de 2017. Segundo o banco, os clientes começaram a ser avisados no dia 21 de novembro. A instituição informou, ainda, que a estrutura do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) foi reforçada e funciona 24 horas pelo número 0800 7290722.

Conforme a superintendente Rosimeire Cecília da Costa, o Procon vai acompanhar as denúncias recebidas para averiguar a ocorrência de quaisquer prejuízos à qualidade do serviço prestado ao consumidor. Ela acrescenta que ainda há muitas pessoas não incluídas digitalmente e que podem ser impactadas de forma negativa com essas mudanças.

O Procon orienta que eventuais reclamações deverão ser feitas pelo telefone (67) 3316-9800, pelo Disque Denúncia 151 ou pelo Fale Conosco do site www.procon.ms.gov.br. O Procon Estadual localiza-se na Rua 13 de junho, 930, no Centro de Campo Grande. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto