Brasileiro destrói estátua de mais de 300 anos em Portugal

Em visita ao Museu de Arte Antiga em Lisboa, turista do Brasil esbarrou em estátua barroca e a derrubou no chão

Comentar
Compartilhar
07 nov 2016 Por Veja 12h41
Brasileiro queria tirar fotografia e derrubou estátua em Museu de Arte Antiga de Portugal (Foto: Carlos Manuel Martins/ Global Imagens)

Brasileiro queria tirar fotografia e derrubou estátua em Museu de Arte Antiga de Portugal (Foto: Carlos Manuel Martins/ Global Imagens)

Um vistante brasileiro destruiu uma estátua de madeira do Museu Nacional de Arte Antiga de Lisboa, Portugal, neste domingo. Enquanto recuava para tirar uma selfie, o turista não viu que ia de encontro com uma imagem de São Miguel Arcanjo, que se estabacou no chão e se partiu em pedaços. Da escola barroca, estilo que floresceu em Portugal entre os séculos XVI e XVIII, a estátua tem ao menos 300 anos.

Segundo informações do jornal português Diário de Notícias, um segurança do museu teria avisado ao turista para não recuar mais, mas este não o ouviu a tempo. Uma primeira avaliação revelou que os danos à estatua são reversíveis, mas um estudo aprofundado do caso será instaurado pelo Museu, que pode escolher outro lugar para expor a peça depois de restaurada. A sala do acidente está fechada, mas deve ser reaberta nesta terça.

A estátua de D. Sebastião estava no museu desde junho, quando novas salas foram inauguradas. Nuno Miguel Rodrigues, um usuário do Facebook que estava no local, atribuiu o acidente à entrada gratuita na instituição no primeiro domingo de todo mês, como neste dia 6. “É o preço a pagar pela gratuidade do primeiro domingo de cada mês”, escreveu ele, junto a uma foto da imagem despedaçada.

(Foto: Reprodução/ Diário de Portugal/ Facebook/ Nuno Manoel Rodrigues)

(Foto: Reprodução/ Diário de Portugal/ Facebook/ Nuno Manoel Rodrigues)

Colunas

Contraponto