Candidato acusa adversários de disparar tiros durante comício na fronteira

O clima na fronteira é tenso, e um comício no município de Coronel Sapucaia, distante 395 km da Capital, teve tiros relatados por um candidato a vereador  do PROS, depois que ele passou pelo comício organizado pela coligação adversária, encabeçada pelo PR. Segundo o Boletim de Ocorrência registrado por Patrik Pereira, candidato a vereador pelo […]

Comentar
Compartilhar
12 set 2016 Por Midiamax 16h22

O clima na fronteira é tenso, e um comício no município de Coronel Sapucaia, distante 395 km da Capital, teve tiros relatados por um candidato a vereador  do PROS, depois que ele passou pelo comício organizado pela coligação adversária, encabeçada pelo PR.

Segundo o Boletim de Ocorrência registrado por Patrik Pereira, candidato a vereador pelo PROS, tiros foram disparados para o alto por dois homens em uma motocicleta, logo que ele passou pelo comício do candidato do Partido da República, Cleversom Bertelli. A dupla fugiu após os disparos.

O presidente municipal do PROS, Laurindo Pereira, denunciou a tentativa de intimidação em seu perfil no Facebook. “inclusive usando se de jagunços armados para atirarem para o alto em direção de pessoas que assistiam o referido ato público” (sic), relatou. Ele também acusou o apresentador do comício de incitar a violência.

Já o presidente do PR em Coronel Sapucaia, vereador Carlos Magno Fernandes, nega as acusações, que ele classifica de ‘maldosa, falsa e eleitoreira’.  “Estamos fazendo uma campanha tranquila e limpa. Jamais teve esse negócio de tiro, nosso povo é do bom”, contou.

Presidente do PR em Coronel Sapucaia diz que campanha é tranquilia e limpaPresidente do PR em Coronel Sapucaia diz que campanha é tranquilia e limpa

Segundo o republicano, na noite de sábado (10), quando faziam seu comício, integrantes da coligação adversária fizeram um ato próximo ao local, onde teriam soltado cerca de 100 fogos de artifício, para atrapalhar o ato do PR.

Fernandes pontua que tiros em Coronel Sapucaia são comuns, e como o comício era feito próximo à fronteira os adversários podem ter se confundido com os disparos de arma de fogo.

A disputa pela Prefeitura de Coronel Sapucaia está entre Bertelli, pelo PR, e o peemedebista Rudi Paetzold.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto