Cantora que encantou público nos Jogos Olímpicos do Rio se apresenta hoje no FASP

Artista encerra apresentações no FASP 2016

Comentar
Compartilhar
14 nov 2016 Por Erik Silva 9h15
Mariene de Castro se apresenta nesta segunda-feira no palco do FASP / Foto: Arquivo pessoal

Mariene de Castro se apresenta nesta segunda-feira no palco do FASP / Foto: Arquivo pessoal

Corumbá (MS)- O último dia de apresentações do Festival América do Sul Pantanal, reserva uma grande atração para o encerramento. A cantora e atriz baiana Mariene de Castro, que encantou o público no encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016, será a grande atração da noite de hoje, às 22h30, na Praça Generoso Ponce. Mariene vai apresentar o show “Colheita”, nome de seu terceiro álbum de estúdio e o quinto da carreira.

A artista surgiu em Salvador, sua cidade natal. Aos cinco anos, ela já se apresentava em espetáculos de dança no Teatro Castro Alves. Na adolescência, soltava a voz como integrante do grupo Timbalada, de Carlinhos Brown e, em 1996, teve a oportunidade de realizar seu primeiro show solo, no Pelourinho. No mesmo dia, na plateia, estavam produtores franceses que se encantaram por Mariene e a convidaram para uma turnê por 20 cidades da França.

Em 2004, ganhou o Prêmio Brasken de Música e gravou o seu primeiro CD, Abre Caminho, escolhido no ano seguinte como o Melhor Disco Regional no Prêmio TIM. O segundo álbum, Santo de Casa – Ao Vivo, foi lançado em 2010. Antes do tributo a Clara, Mariene lançou ainda o álbum Tabaroinha, em 2012, e vem conquistando o reconhecimento de nomes de peso no mundo do samba, como Beth Carvalho, que a convidou para participar de seu CD e DVD Beth Carvalho Canta o Samba da Bahia.

O trabalho atual da cantora é “Colheita”, um disco que mistura muito da música afro-brasileira com influências próprias da cantora. “Esse projeto foi realizado de forma bem integrada e coletiva, com todo mundo colaborando e dando sugestões. Ficamos um mês convivendo juntos na casa do estúdio Toca do Bandido, o que contribuiu muito para o resultado”, comentou a artista.

Programação

14/11 (SEGUNDA-FEIRA)

 

LADÁRIO

 

9h – Teatro Infantil | Filhotes do Brasil | Buzum (SP/Brasil)

Encenado em um ônibus, este espetáculo inovador aborda a relação de pais e filhos entre diferentes espécies animais, valorizando a universalidade dos vínculos afetivos.

Praça Nossa Senhora dos Remédios – Rua Cunha Couto, 339 – Centro

 

9h – Dança | Matiilha | Expressão de Rua (MS/Brasil)

Grupo formado por jovens moradores de áreas populares de Campo Grande. A humanidade do olhar ganha outras dimensões. São bichos ferozes e ameaçadores e a disputa pelo espaço é apenas uma desculpa. Há provocação, sentimento de alerta, possibilidade de surpresas.

Praça Nossa Senhora dos Remédios – Rua Cunha Couto, 339 – Centro

 

CORUMBÁ

 

10h – Música | Orquestra de Cordas de San José de Chiquitos (Bolívia)

Dirigida por Juan Mario Moreno, formada por crianças e jovens de 9 a 18 anos, premiada em concursos e prestigiada em apresentações na América do Sul e Europa, a orquestra mostra como a música barroca, remanescente do trabalho de catequização de jesuítas espanhóis durante a colonização da Chiquitania, atravessa séculos transformando positivamente um povo.

Santuário Nossa Senhora Auxiliadora – Rua Dom Aquino, 1037, Centro

 

14h – Cinema | Exibição dos curtas produzidos na oficina “Iniciação ao audiovisual com Iván Molina”

Sesc Porto Geral – Rua Domingos Sahib, 570

 

15h – Cinema | O trem fantasma e a viola de cocho (MS/Brasil)

Documentário, 2015 – 15min

Roteiro, direção e produção: Sebastião de Souza Brandão

Classificação: Livre

Ao som da viola de cocho, o documentário mostra o reencontro e a memória afetiva de pessoas que trabalharam na construção da linha férrea de Mato Grosso do Sul e viveram histórias fantásticas.

Sesc Porto Geral – Rua Domingos Sahib, 570

 

15h40 – Cinema | Ginga documenta – Cultura Bovina em trânsito (MS/Brasil)

Documentário, 2009 – 45min

Direção: Helton Pérez

Registro documental da Ginga Cia. de Dança em turnê do espetáculo Cultura bovina? pelo Brasil, cuja analogia fala sobre uma realidade particular de bases de poderes regionais.

Sesc Porto Geral – Rua Domingos Sahib, 570

 

16h – Circo | Poropopó Varieté | Coletivo Circense (MS/Brasil)

Composto pelos grupos Circo do Mato, Circo Le Chapeau e Cia. Simbiose, de Campo Grande, Cia. Theastai, de Dourados, e Palhaço Challito, de Nova Alvorada do Sul, o coletivo apresenta a irreverência e a magia do espetáculo circense.

Jardim da Independência – Perímetro das ruas 13 de Junho, Frei Mariano, 15 de Novembro e Dom Aquino

 

16h – Teatro Infantil | Filhotes do Brasil | SP/ (Brasil)

Encenado em um ônibus, este espetáculo inovador aborda a relação de pais e filhos entre diferentes espécies animais, valorizando a universalidade dos vínculos afetivos.

Praça CEU Heloisa Urt – Rua Marechal Deodoro

 

16h40 – Cinema | Lendas pantaneiras (MS/Brasil)

Ficção, 2012 – 1h49min

Direção e roteiro: Fábio Flecha

Classificação: Livre

Coletânea de contos do folclore do Pantanal sul-mato-grossense na versão de dois bem-humorados contadores de causos. Uma viagem ao imagético popular pantaneiro.

Sesc Porto Geral – Rua Domingos Sahib, 570

 

17h – Capoeira | Rasteiras e Baianadas | Instituto Cordão de Ouro (MS/Brasil)

Sob a direção do Mestre Pernambuco, com coordenação coreográfica de Nara Nazareth Lima Monteiro e arranjo musical de Alexandre Miranda, o espetáculo tem 5 atos em que os 25 integrantes mostram as peculiaridades dessa arte genuinamente brasileira.

Porto Geral – Rua Manoel Cavassa

 

17h30 – Música | Murilo Martinez (MS/Brasil)

Violonista instrumental, autodidata e experimental, Murilo mescla técnicas do violão fingerstyle contemporâneo com suas influências regionais. Foi reconhecido por críticos musicais e grandes nomes nacionais e internacionais.

Porto Geral – Rua Manoel Cavassa

 

18h30 – Música | Ju Souc (MS/Brasil)

Neta de maestro, filha e irmã de músicos, a instrumentista conquistou o título de melhor baterista feminina, em 2013, no Festival Batuka Brasil. Cantora e compositora da nova cena musical, vai mostrar no show as canções do disco solo.

Porto Geral – Rua Manoel Cavassa

 

20h – Dança | Ballet Culturarte (Bolívia)

Com o espetáculo Asi es mi Bolivia, o grupo de bailarinos da cidade de Tarija apresenta o melhor da dança folclórica do país vizinho.

Praça Generoso Ponce – Av. Gen. Rondon, 168-322 – Centro

 

21h – Música | Sampri (MS/Brasil)

Três irmãs, nascidas e criadas no samba, chamam a atenção do público pelo talento e carisma, fazendo música boa de ouvir e bonita de ver: o samba de partido alto.

Praça Generoso Ponce – Av. Gen. Rondon, 168-322 – Centro

 

22h30 – Música | Mariene de Castro (Brasil)

Uma das novas revelações da música brasileira, a premiada cantora baiana, prestigiada pela força de sua interpretação e pela singularidade de seu timbre vocal, apresenta o show Colheita, uma verdadeira obra de arte afro-brasileira mestiça.

Praça Generoso Ponce – Av. Gen. Rondon, 168-322 – Centro

 

23h30 – Encerramento do Fasp

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto