Delcídio diz que campanha de Dilma teve propina da usina Belo Monte

O ex-senador Delcídio do Amaral (PT) disse em depoimento ontem (11), ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que a campanha da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), de 2014, na qual ela foi reeleita, contou com recursos desviados da usina hidrelétrica de Belo Monte. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, o depoimento do ex-senador, […]

Comentar
Compartilhar
12 out 2016 Por Campo Grande News 9h17
delcidio

Delcídio teria confirmado propina em depoimento ao TSE (Foto: Divulgação – Agência Senado)

O ex-senador Delcídio do Amaral (PT) disse em depoimento ontem (11), ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que a campanha da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), de 2014, na qual ela foi reeleita, contou com recursos desviados da usina hidrelétrica de Belo Monte.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, o depoimento do ex-senador, segue a mesma versão de Otávio Azevedo, ex-presidente da empresa Andrade Gutierrez, que já havia relatado que este recurso foi um pagamento de propina para campanha petista, disfarçada de “doação de campanha”.

Segundo a reportagem, Delcídio revelou que tem certeza que a propina foi repassada para campanha de Dilma e que segundo ele, seria pouco provável que a então presidente da República, não tivesse conhecimento do esquema. Ainda neste depoimento, teria dito que a maior parte do recurso seria destinado ao PMDB.

Segue em tramitação no TSE, o processo contra a chapa de Dilma e Michel Temer (PMDB), que apura o suposto abuso de poder político e econômico, na eleição de 2014. Esta ação foi proposta pelo PSDB, que ficou na segunda colocação do pleito, com o senador Aécio Neves (PSDB).

Se houver condenação, Dilma pode ficar inelegível, sem poder concorrer nas próximaseleições, e o atual presidente Michel Temer ter seu mandato cassado. Os advogados do peemedebista trabalham para que as contas sejam analisadas de forma separada.

Colunas

Contraponto