Delegado nega que Polícia Civil apreendeu dinheiro em carro de candidato à prefeitura de Corumbá

Corumbá (MS)- Uma informação veiculada em alguns sites de notícias da Capital onde a Polícia Civil de Ladário supostamente teria apreendido cerca de R$ 27,5 mil reais e ainda uma considerável quantia de material gráfico relacionado ao candidato a reeleição para Prefeitura de Corumbá, causou indignação no delegado responsável pelo departamento de Polícia Civil de […]

Comentar
Compartilhar
13 set 2016 Por Erik Silva 17h04
Delgado Fernando Araujo afirmou que notícia de apreensão de dinheiro é falsa / Foto: Erik Silva

Delegado Fernando Araujo afirmou que notícia de apreensão de dinheiro com assessor de candidato não procede  / Foto: Erik Silva

Corumbá (MS)- Uma informação veiculada em alguns sites de notícias da Capital onde a Polícia Civil de Ladário supostamente teria apreendido cerca de R$ 27,5 mil reais e ainda uma considerável quantia de material gráfico relacionado ao candidato a reeleição para Prefeitura de Corumbá, causou indignação no delegado responsável pelo departamento de Polícia Civil de Ladário, Fernando Araújo, que refutou e desmentiu a informação veiculada na manhã desta terça-feira (13).

O delegado confirmou em entrevista coletiva concedida à imprensa na tarde desta terça-feira, que de fato houve uma denúncia anônima na noite de segunda-feira (12), onde o comunicante afirmou que um veículo estaria transportando uma quantidade de material de campanha eleitoral de forma irregular. “Nos foi repassado a localização e fomos de encontro ao veículo e o mesmo foi abordado e junto com esse veículo estava o automóvel de um candidato, e constatado que havia uma quantidade de material, panfletos, nos foi apresentado nota fiscal do produto e conduzimos os veículos a Delegacia para que fizéssemos a apuração das quantidades”, afirmou.

O chefe da Delegacia de Polícia Civil de Ladário afirmou que um fato chamou a atenção ao chegarem da DP, e a equipe se deparar com a equipe de um veículo de comunicação. “Nos causou surpresa que ao chegar aqui e já havia um veículo de comunicação questionado a respeito de dinheiro, sobre a irregularidade do material apreendido, coisas que nós sequer tínhamos averiguado ainda”, continuou.

Dinheiro não foi encontrado

Fernando Araújo disse se surpreender com a informação divulgada de que uma certa quantia em dinheiro havia sido encontrada em posse de um dos ocupantes dos veículos que foram conduzidos ao plantão policial. “Causou mais surpresa ainda quando, agora a pouco foi divulgada a informação de que R$ 27.500,00 tinha sido apreendido, material ilícito de campanha, quando na verdade nada disso foi informado a este veículo de comunicação. Não encontramos dinheiro, apesar de fazermos as buscas nos dois veículos, o material aparentemente está de acordo com as notas que nos foi apresentada, falaram em malas que só continham roupas e alguns documentos como boletos, multas e algumas relações de material”, afirmou o delegado dizendo que a autenticidade das notas foi conferida hoje pela manhã, uma no valor de R$ 135 e outra de R$ 4.500,00 reais.

Momento delicado

O responsável pelo caso atribuiu a repercussão do fato ao momento delicado em que se enquadra o período eleitoral e que encara com estranheza algumas circunstâncias como a ocorrência aconteceu. “Encaro com muita estranheza e algumas com indignação, há muita coisa para se descobrir ainda como por exemplo como uma informação que me chegou de forma parcial, dizendo que era um carro, quando na verdade eram dois, porque antes mesmo de eu verificar o carro já estavam me perguntando aqui na frente da delegacia sobre dinheiro, sobre os materiais irregulares, quando eu ainda não tinha feito nenhuma manifestação, como houve uma divulgação de uma informação rica em detalhes sem que eu sequer tivesse falado uma palavra, então acredito que o período eleitoral aliado a falta de ética de alguns veículos de comunicação”, concluiu.

Os veículos abordados permanecem no pátio da Delegacia de Polícia Civil até a averiguação do material eleitoral que também foi apreendido para averiguação. Apesar de não apresentar indícios de irregularidades, o delegado afirmou que após a contagem dos panfletos, caso seja averiguado alguma divergência o caso será informado à Justiça Eleitoral para as providências cabíveis. Os ocupantes dos veículos foram liberados.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto