Em encontro inédito, Reinaldo aconselha prefeitos eleitos a controlar gastos

O encontro é um conjunto de palestras que abordam a função constitucional do TCE, o processo de modernização da Instituição com vistas à correta aplicação do dinheiro público

Comentar
Compartilhar
28 nov 2016 Por Redação 11h52
Governador aconselhou futuros gestores a cortar gastos

Governador aconselhou futuros gestores a cortar gastos / Fotos: Chico Ribeiro

Campo Grande (MS) – Em encontro com prefeitos eleitos e reeleitos em Mato Grosso do Sul, o governador Reinaldo Azambuja deu conselhos de administração pública aos novos prefeitos e disse que é preciso controlar gastos e estabelecer prioridades de investimentos com foco em uma boa gestão. A abertura do encontro, realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/MS), ocorreu nesta segunda-feira (28). O evento foi chamado de “E agora, Prefeito(a)? – Os Desafios do Novo Modelo na Administração Municipal”.

“Hoje não dá mais para fazer administração sem ter gestão eficiente, e orientar os prefeitos no início do mandato, mostrando percalços, desafios e oportunidades, como boa gestão e entregas, cria condições para uma boa gestão pública municipal”, disse o governador.  Para ele, é importante melhorar o perfil dos gastos públicos para expandir as entregas à população. “Gastar menos com o governo para gastar mais com as pessoas”, reforçou.

Prefeito Eleito de Corumbá participou do encontro realizado no Tribunal de Contas do Estado

Prefeito Eleito de Corumbá participou do encontro realizado no Tribunal de Contas do Estado

O presidente do TCE/MS, conselheiro Waldir Neves, ressaltou que o encontro, realizado de forma inédita, antes da diplomação de prefeitos eleitos e reeleitos, tem como objetivo auxiliar os gestores. “Estamos quebrando paradigmas e fazendo um trabalho pedagógico, preventivo e educativo. O TCE/MS pode ser um grande aliado das gestões municipais”, falou o presidente.Entre os conselhos dados pelo governador na abertura do encontro com os gestores municipais estão a adequação das estruturas do governo ao cenário econômico atual; o planejamento e a execução de orçamento equilibrado; a composição de equipes de secretariados com técnicos/especialistas; o estabelecimento de prioridades; e o controle das despesas, entre outros. “Isso para que possam suportar o atual momento da economia nacional”, falou, fazendo referência a recessão. “Em administração pública não existe milagre”, completou.

Conforme a instituição, o evento ocorre até às 16h. O encontro é um conjunto de palestras que abordam a função constitucional do Tribunal de Contas, o processo de modernização da Instituição e ações que estão sendo desenvolvidas de orientação para os municípios, com vistas à correta aplicação do dinheiro público, garantindo à sociedade acompanhar a gestão com plena transparência.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto