Em quatro anos Câmara municipal custa mais de R$ 59 milhões ao contribuinte corumbaense

Até o final do mandato, custo com vereadores e servidores da Câmara de Corumbá pode chegar perto dos R$ 60 milhões de reais Corumbá (MS)- Se você eleitor, não tem a menor ideia de quanto custa para manter o trabalho de um vereador eleito em sua cidade, preste bem atenção nos dados referentes aos gastos […]

Comentar
Compartilhar
23 set 2016 Por Erik Silva 8h15

Até o final do mandato, custo com vereadores e servidores da Câmara de Corumbá pode chegar perto dos R$ 60 milhões de reais

Proposta corrige salario de servidores efetivos pelo índice IGPM acumulado de 2014 e 2015 / Foto: Erik Silva

Atualmente Câmara Municipal mantpem 15 vereadores eleitos, 177 servidores comissionados e apenas 12 servidores efetivos de carreira / Foto: Erik Silva

Corumbá (MS)- Se você eleitor, não tem a menor ideia de quanto custa para manter o trabalho de um vereador eleito em sua cidade, preste bem atenção nos dados referentes aos gastos conferidos junto ao Portal da Transparência da Câmara Municipal de Corumbá, relativo ao último mandato parlamentar, ou seja, desde que os últimos 15 vereadores foram eleitos nas eleições de 2012 e iniciaram os trabalhos em 2013.

De lá para cá, mensalmente a Câmara municipal recebe um repasse proveniente do poder executivo que é estabelecido por lei, e varia de acordo com a arrecadação municipal, ou seja, o valor aumenta conforme a arrecadação anual do município progride. Em Corumbá as cifras referentes aos repasses feitos para Casa de Leis Barão de Vila Maria, passou a ser milionários desde o mês de março de 2013 quando os valores ultrapassaram a marca de um milhão de reais por mês, desde então os repasses só aumentaram e hoje seguem a passos largos rumo a volumosos R$ 1,5 milhão mensalmente.

Para se ter uma ideia, em 2013, primeiro ano de mandato dos atuais vereadores, a Câmara Municipal custou aos cofres públicos o total de R$ 12.538.348,35 (Doze milhões, quinhentos e quarenta e oito mil, trezentos e quarenta e oito reais e trinta e cinco centavos), uma média de R$ 835.889,89 por vereador eleito. Neste mesmo ano de acordo com o Portal da Transparência, as despesas referentes ao ano legislativo divulgado foram de R$ 12.501.617,93, restando um saldo de R$ 36.730,42.

camara1

Em 2013 Câmara Municipal recebeu repasses superiores a R$ 12 milhões de reais

Já em 2014, segundo ano de mandato, esse valor sofreu um aumento de R$ 2.319.234,27 (Dois milhões trezentos e dezenove mil duzentos e trinta e quatro reais e vinte e sete centavos), passando o repasse anual para R$ 14.857.582,62 (Quatorze Milhões, oitocentos e cinquenta e sete mil, quinhentos e oitenta e dois reais e sessenta e dois centavos). Seguindo o curso da arrecadação, os vereadores aumentaram também as despesas que neste mesmo ano registrou o total de R$ 14.791.136,66, deixando, portanto, um saldo de R$ 66.445, 96, mais o saldo do ano anterior.

camara2

Em 2014 Câmara Municipal recebeu repasses superiores a R$ 14 milhões de reais

Mais uma vez em 2015 a arrecadação superou a marca anterior e ultrapassou os R$ 15 milhões de reais em repasses feitos ao poder legislativo em um total de R$ 15.908.215,52. Os gastos subiram na mesma proporção e embora o número de servidores e vereadores continuassem os mesmos, pelo segundo ano consecutivo as despesas aumentaram e chegaram a R$ 15.765.324,41, quase um milhão a mais que no ano anterior, porém novamente com saldo positivo de R$ 142.891,11.

camara3

Em 2015 os repasses ao poder legislativo já passavam de R$ 15 milhões de reais

Em nove meses corridos em 2016 a arrecadação da câmara municipal atual é de R$ 12.111.827,74 com expectativa de encerrar o ano com arrecadação total de R$ 16.234.581,13 (Dezesseis milhões, duzentos e trinta e quatro mil, quinhentos e oitenta e um reais e treze centavos).

Ao se encerrar o atual mandato que teve a duração de quatro anos, a população de Corumbá terá desembolsado quase R$ 60 milhões de reais para manter na Câmara Municipal, seus 15 representantes e os 177 servidores comissionados nomeados pelos nobres vereadores. De janeiro de 2013 a setembro de 2016 o valor repassado para Câmara Municipal já somam o total de R$ 55.415.974,23 (Cinquenta e cinco milhões, quatrocentos e quinze mil, novecentos e setenta e quatro reais e vinte e três centavos), a expectativa até o final do ano é de que o valor atualizado seja de aproximadamente R$ 59.447.596,62.

Em 2016 expectativa é de que repasses superem a ordem dos R$ 16 milhões

Em 2016 expectativa é de que repasses superem a ordem dos R$ 16 milhões

Apesar das despesas registradas no Portal da Transparência serem inferiores ao montante arrecadado em todos os anos, em uma única oportunidade o poder legislativo efetuou o estorno dos valores não utilizados ao poder executivo. O ato foi observado em dezembro de 2014 pelo então presidente da Câmara, vereador Marcelo Iunes que reembolsou aos cofres públicos R$ 70 mil reais, desde então não há registro de valores estornados.

(Com informações Portal da Transparência CMC)

 

 

https://www.youtube.com/embed/C2slyyXpoVI

Leia Também

Colunas

Contraponto