Estudante sequestrada escapa de porta-malas, mas tem carro incendiado

Uma estudante de 23 anos saía de uma festa na madrugada deste sábado (10), em Campo Grande, quando foi abordada por dois homens. Segundo informações da Polícia Militar, que foi quem primeiro recebeu o caso, ela saía do 21 Bar e Lazer, localizado próximo à avenida Ceará, quando os criminosos a obrigaram a entrar no […]

Comentar
Compartilhar
10 set 2016 Por Midiamax 10h18
63dbb61b-261c-4297-950c-c44eb92a4f02

Foto: Henrique Kawaminami

Uma estudante de 23 anos saía de uma festa na madrugada deste sábado (10), em Campo Grande, quando foi abordada por dois homens. Segundo informações da Polícia Militar, que foi quem primeiro recebeu o caso, ela saía do 21 Bar e Lazer, localizado próximo à avenida Ceará, quando os criminosos a obrigaram a entrar no carro, um Fiat Pálio, e sentar no banco do passageiro.

Em seguida, eles começaram a rodar pela cidade e sem saber ao certo se estavam realmente armados, já que ela não consegue se recordar de nenhuma arma, a vítima começou a mexer no câmbio para tentar dificultar a ação, no que os homens se irritaram e prenderam a jovem no porta-malas do carro. Após algum tempo, ela conseguiu abrir o bagageiro, mas os homens perceberam e a prenderam novamente.

Então pela segunda vez, a vítima conseguiu abrir o compartimento e chegou a entrar em luta corporal com os bandidos quando eles tentaram segurá-la de novo, e na confusão ela mordeu a mão de um deles, conseguiu correr e fugir. A estudante pediu ajuda a um casal que passava na rua e os homens sumiram com o carro, o celular e os pertences pessoais da vítima.

Nesta manhã, o carro da moça foi encontrado carbonizado, próximo ao Cedesc da Funlec, na Rua Água Azul, próximo também à Uniderp Agrárias. A frente do carro estava danificada com o capô amassado, mas a polícia não disse se os bandidos bateram o carro, que deve passar por perícia. A Polícia Civil registrou o caso como roubo, e vai investigar a questão do sequestro.

Foto: Henrique Kawaminami

 

Colunas

Contraponto