Governo do Estado lança em janeiro novo programa habitacional para construção de 20 mil moradias

Campo Grande (MS) – Com a queda dos investimentos do Governo Federal no programa ‘Minha Casa Minha Vida’, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, lança dois programas na área de habitação: o ‘Cheque Moradia’ e ‘Lote Urbanizado’. O objetivo da medida é reagir à retração de investimentos federais na construção de casas populares, […]

Comentar
Compartilhar
20 out 2016 Por Noticias MS 7h29
Programa vai contemplar famílias com renda de até quatro salários mínimos

Programa vai contemplar famílias com renda de até quatro salários mínimos

Campo Grande (MS) – Com a queda dos investimentos do Governo Federal no programa ‘Minha Casa Minha Vida’, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, lança dois programas na área de habitação: o ‘Cheque Moradia’ e ‘Lote Urbanizado’. O objetivo da medida é reagir à retração de investimentos federais na construção de casas populares, ocorrida devido à crise. Financiados com recursos próprios, os investimentos começam em 2017, uma vez que a legislação proíbe iniciar novos programas em ano eleitoral.

Conforme Reinaldo, ambos os projetos fazem parte de sua proposta de governo para o setor de habitação. “Tanto o Lote urbanizado quanto o Cheque Moradia são compromissos firmados na nossa campanha. São programas com fundo e fonte específicos, vindos do fundo de investimentos sociais. Recentemente o Ministro das Cidades, Bruno Araújo, esteve em uma agenda conosco, em Dourados, e nos disse que apesar da redução por conta da crise, parece que haverá oportunidade de crescer um pouco mais o orçamento da habitação. Então, se de fato ocorrer, vamos ter os investimentos do Minha Casa Minha Vida somados ao dois novos programas”, explicou.

O projeto de lei do Lote Urbanizado já foi aprovado pela Assembleia Legislativa, sancionado em julho pelo governador e terá início em janeiro de 2017, beneficiando as famílias com renda de até cinco salários mínimos. O Estado garantirá toda a infraestrutura na construção das moradias, em terrenos doados pelas prefeituras, desde o alicerce da futura moradia até a pavimentação, redes de água e esgoto, fossa e sumidouro.

Por sua vez, o Cheque Moradia vai atender famílias que possuem o terreno e moram em casas que necessitam de adequações. O beneficiado, devidamente cadastrado no sistema de inscrição da Agência de Habitação Popular de MS (Agehab), terá acesso a crédito fixo para a compra de material de construção. Para isso, o Governo estabelecerá uma tabela específica do material, garantindo o melhor preço.

20 mil casas em dois anos

Reinaldo aproveitou ainda para fazer um balanço das entregas de moradia durante sua gestão. “Nós já entregamos até o dia de hoje 10.166 moradias. Em um ano e 10 meses, esse número representa 15 casas por dia. Fora isso, temos outras cerca de sete mil em construção, devendo fechar o ano perto de 20 mil habitações populares. Essa ação do governo é muito importante para as famílias que realmente necessitam e dá oportunidade de uma moradia digna a muitas pessoas”, afirmou.

 

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto