IFMS abre inscrições em cursos técnicos integrados ao ensino médio em Corumbá

O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) abriu inscrições para cursos técnicos integrados ao ensino médio da instituição. No total, são 1.600 vagas distribuídas nos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas. As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet entre os dias 3 de […]

Comentar
Compartilhar
16 set 2016 Por Campo Grande News 12h09

ifms

O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) abriu inscrições para cursos técnicos integrados ao ensino médio da instituição. No total, são 1.600 vagas distribuídas nos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas. As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet entre os dias 3 de outubro e 7 de novembro.

A prova será realizada no dia 20 de novembro, nos dez municípios em que o IFMS possui campi. A previsão é que o resultado final dos aprovados seja publicado no dia 9 de dezembro. A inscrição será gratuita para estudantes que cursaram ou que estão matriculados no último ano do ensino fundamental em escolas públicas. Para os demais candidatos, a taxa de R$ 20 deverá ser paga nas agências do Banco do Brasil até o dia 8 de novembro.

Os cursos são para técnico em Agricultura, Agropecuária, Alimentos, Edificações, Eletrotécnica, Informática, Informática para Internet, Mecânica e Metalurgia. Para se inscrever, o candidato deve ter concluído o ensino fundamental até a data da matrícula, prevista para janeiro de 2017, e ter CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Metade das vagas ofertadas é reservada a candidatos que cursaram todas as séries do ensino fundamental em escola pública. Desse total, há cotas aos que comprovarem renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a uma salário mínimo e meio e aos que se autodeclararem pretos, pardos e indígenas.

No curso integrado, o estudante cursa o ensino médio e a formação técnica de forma articulada. O diploma terá validade nacional e o habilita tanto a ingressar em cursos de nível superior quanto ao exercício profissional. (Veja o edital)

Colunas

Contraponto