Jurado de morte há três anos, rapaz é executado com mais de 10 tiros

Crime ocorreu quando vítima seguia para casa depois de sair do emprego. Jurado de morte há cerca de três anos, Cristian Adan Velazquez Marmori, 21 anos, foi executado com mais de 10 tiros, na noite de ontem, na Vila Cristina, em Amambai. A informação de que o jovem havia sido ameaçado durante briga no Paraguai, […]

Comentar
Compartilhar
20 out 2016 Por Correio do Estado 7h44

Crime ocorreu quando vítima seguia para casa depois de sair do emprego.

pa1-660x330

Foto: Porã News

Jurado de morte há cerca de três anos, Cristian Adan Velazquez Marmori, 21 anos, foi executado com mais de 10 tiros, na noite de ontem, na Vila Cristina, em Amambai. A informação de que o jovem havia sido ameaçado durante briga no Paraguai, em 2013, é da esposa dele e a polícia investiga se realmente esta foi a motivação para o crime.

Conforme Boletim de Ocorrência, Cristian trabalhava em propriedade rural da cidade como tratador de cavalos. Por volta das 19h30min, ele retornava de bicicleta para a casa onde morava quando foi surpreendido por pistoleiros e assassinado a tiros. No corpo havia perfurações na cabeça, braços e tórax. A suspeita de policiais é que o jovem tenha sido perseguido por atiradores e morto quando entrou em rua isolada.

No local, foram apreendidas 16 cápsulas deflagradas de pistola nove milímetros. A esposa de Cristian falou informalmente com policiais e disse que ele não tinha inimizades, mas que havia se envolvido em briga, há cerca de três anos, em Bela Vista, no norte do Paraguai.

Na ocasião, Cristian foi jurado de morte, depois de tentar matar um paraguaio. A polícia investiga se o desentendimento teve relação com a execução. Nenhum suspeito foi identificado.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto