Mãe ateia fogo em casa com filhos na Capital, pede abraço e diz ‘vamos morrer juntos’

Filha mais velha conseguiu sair do local em chamas com os irmãos menores. Uma mulher, de 34 anos, ateou fogo com os três filhos dentro de casa no Jardim Campo Alto, próximo da Avenida Guaicurus em Campo Grande, durante a madrugada desta quinta-feira (03). De acordo com a Polícia Civil, a mãe ateou fogo na […]

Comentar
Compartilhar
04 nov 2016 Por Midiamax 8h56

Filha mais velha conseguiu sair do local em chamas com os irmãos menores.

capa_1

Foto: Mídiamax

Uma mulher, de 34 anos, ateou fogo com os três filhos dentro de casa no Jardim Campo Alto, próximo da Avenida Guaicurus em Campo Grande, durante a madrugada desta quinta-feira (03). De acordo com a Polícia Civil, a mãe ateou fogo na casa e disse para a filha, de 13 anos: “Me abraça que vamos morrer  juntos”.

Segundo a delegada Célia Maria Bezerra da Silva, da 4ª Delegacia, a mulher ligou para o ex-marido volta de 1h20 e disse que ele não iria mais ver os filhos e nem ela. Os dois que estão separados há sete anos, tem um casal de gêmeos de 8 anos e uma menina de 13.

Após atear fogo na casa, a mulher foi ao quarto da filha,  a acordou e disse: “Pega seus irmãos, me abraça que vamos morrer juntos”. A menina conseguiu empurrar a mãe, foi ao quarto dos irmãos e pegou os dois para sair da residência. “A mãe havia trancado a porta por dentro, e com muito custo a menina conseguiu abrir e sair com os irmãos”, disse a delegada.

No momento em que a menina abriu a porta, as chamas se alastraram mais rápido por causa da entrada de oxigênio. A mãe também saiu da casa após a filha abrir a porta. Ninguém sofreu graves queimaduras, porém inalaram bastante fumaça, de acordo com a polícia.

As crianças foram levadas conscientes pelo Corpo de Bombeiros e estão internadas na Santa Casa. No momento em que os bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegaram ao local, a mulher estava emocionalmente fora de controle e precisou ser sedada. Ela também foi levada à Santa Casa.

Após receber a ligação da ex, o pai das crianças, de 45 anos, saiu de carro do Bairro Mata do Jacinto onde mora e foi ao local. Sem entender, ele não soube apontar algum motivo para o ocorrido. Ele disse que tinha um bom relacionamento com a ex, relatou que ela estava empregada e não possuía vícios com drogas. A delegada Célia Maria Bezerra da Silva aguarda que a mãe tenha alta para ser ouvida. O caso foi registrado como tentativa de homicídio.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto