Marinha apoia desembarque do de militares do Exército durante operação conjunta em Porto Murtinho

Mais de 130 militares do 17º Batalhão de Fronteira do Exército Brasileiro realizaram, no dia 13 de outubro, desembarque administrativo em Porto Conceição, na região de Porto Murtinho, sul do Estado de Mato Grosso do Sul. A ação conjunta, entre as duas Forças Armadas, tem caráter militar e complementar, e contou com o apoio do […]

Comentar
Compartilhar
14 out 2016 Por Redação 12h21
Embarcação do Exército também apoiou desembarque em Porto Conceição

Embarcação do Exército também apoiou desembarque em Porto Conceição

Mais de 130 militares do 17º Batalhão de Fronteira do Exército Brasileiro realizaram, no dia 13 de outubro, desembarque administrativo em Porto Conceição, na região de Porto Murtinho, sul do Estado de Mato Grosso do Sul. A ação conjunta, entre as duas Forças Armadas, tem caráter militar e complementar, e contou com o apoio do Navio de Transporte Fluvial “Almirante Leverger”.

Em exercício previsto pela Operação Fronteira Sul, que está sendo executada pela Marinha do Brasil, a região já havia sido cenário de um desembarque ribeirinho, executado por Fuzileiros Navais, nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira. O embarque das tropas do Exército em Porto Murtinho e o desembarque em Porto Conceição serviram para consolidar a retomada simulada do local.

As tropas do Exército, após o desembarque, seguiram em marcha para combate, previsto pela Operação “Ricardo Franco”, daquela Força Armada, juntando-se a militares da 4a Brigada de Cavalaria. O exercício faz parte do adestramento avançado da tropa, que conclui o ano de instrução. A “Operação Fronteira Sul”, de cunho naval e de amplo espectro, executa todas as atividades operativas inerentes às tarefas do 6o Distrito Naval, as quais tratam de adestramentos em Operação Ribeirinha; Trânsito com oposição de superfície e aérea; Tiro real de superfície; Defesa contra Ameaças Assimétricas; Operações de Patrulha Naval; Ações de Inspeção Naval e de Assistência Hospitalar; Levantamento Hidrográfico; e Apoio Logístico Móvel.

Os meios navais, aeronavais e as tropas de Fuzileiros Navais iniciam, a partir de agora, as 4ª e 5ª fases da Operação Naval, com previsão de retorno, no dia 21 de outubro, para a cidade de Ladário.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto