Menina morre duas horas depois de ser picada por escorpião

Soro chegou a ser aplicado, mas quadro de saúde piorou Jhenifer Kamily Garutti, 10 anos, morreu duas horas depois de ser picada por escorpião em Brasilândia. Ela chegou a ser transferida para unidade hospitalar de Três Lagoas e recebeu soro  antiescorpiônico, mas seu quadro de saúde piorou. Com muita dor a menina foi socorrida, ontem, […]

Comentar
Compartilhar
10 out 2016 Por Correio do Estado 15h33

Soro chegou a ser aplicado, mas quadro de saúde piorou

jhenifer-escorpiao-arquivofamilia1

No sábado, Jhenifer Kamily havia realizado sonho de desfilar – Foto: Arquivo/Família

Jhenifer Kamily Garutti, 10 anos, morreu duas horas depois de ser picada por escorpião em Brasilândia. Ela chegou a ser transferida para unidade hospitalar de Três Lagoas e recebeu soro  antiescorpiônico, mas seu quadro de saúde piorou.

Com muita dor a menina foi socorrida, ontem, pelos pais por volta das 19h54. A médica plantonista regulou o caso, conforme o site Hoje Mais, para o Hospital Auxiliadora. Isso porque este dispunha de outros recursos necessários em caso de complicações causadas pelo veneno.

Mesmo tendo recebido soro antiescorpiônico – solução injetável obtida de soro de eqüinos hiperimunizados com venenos de escorpiões do gênero Tityus -, Jhenifer teve o quadro agravado e morreu duas horas depois do primeiro atendimento. Seu corpo está sendo velado em Brasilândia.

No sábado, a menina havia realizado sonho de desfilar no 2º Brasilândia Fashion, realizado na Associação Recreativa União.

https://www.youtube.com/embed/C2slyyXpoVI

Colunas

Contraponto