Mulher diz que filha não vai ficar com ‘preto macaco’ e caso para na polícia

Rapaz, de 27 anos, denunciou a ofensa à polícia para investigação

Comentar
Compartilhar
18 nov 2016 Por Correio do Estado 11h10

políciaCaso de racismo foi denunciado para investigação na Polícia Civil de Sidrolândia. Mulher teria chamado rapaz de ”preto, macaco e pé rapado”, ao se referir que não autorizaria a filha namoro com ele. O episódio aconteceu ontem.

O rapaz declarou para policiais que chegava na casa onde mora, no Centro da cidade, quando encontrou a vizinha, de 25 anos, conversando com a mãe e avó. Ao passar pelo grupo, a mãe da jovem teria dito: “você não vai ficar com esse preto, macaco, pé rapado”.

Depois da ofensa, que seriam frequentes, de acordo com a vítima, o caso foi denunciado à polícia. Inquérito por injúria foi aberto para investigação.

DIA DE HOMENAGEM

O episódio de racismo aconteceu a poucos dias da data dedicada à Consciência Negra, no domingo (20). A data surgiu para lembrar o quanto os negros sofreram, desde a colonização do Brasil, lutas e conquistas.

Também serve para homenagear àqueles que lutaram pelos direitos da raça e serve como momento de reflexão ao preconceito.

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto