Natação tem novo percurso e intensas disputas no Pantanal Extremo

Modalidade foi disputada nas categorias de mil metros e cinco mil metros

Comentar
Compartilhar
28 nov 2016 Por Ascom PMC 8h54
Este ano, o percurso foi todo na calha do Rio Paraguai

Este ano, o percurso foi todo na calha do Rio Paraguai

Corumbá (MS)- A largada da Maratona Aquática, uma das provas do Pantanal Extremo – Jogos de Aventura, deveria ocorrer no Parque Marina Gattass. Os organizadores, no entanto, optaram por um novo trajeto e a competição, tanto nos mil metros, como nos cinco mil metros, aconteceu todo dentro da calha do Rio Paraguai.

Os mais de 100 atletas participantes proporcionaram uma bela disputa nas águas do Rio Paraguai. Começou com a categoria amador (adulto), mil metros, conquistados por Gabriel de Araújo Martins, de Uruguaiana, no masculino, e Maria Helena Barbosa, no feminino.

Teve também disputa nas categorias infantil. No feminino a vencedora foi Eloisa de Matos Muller e no masculino, Adryel Fidelis da Silva. Já no juvenil masculino, vitória de Thiago Fragoso Santos, e no Master, Andrey Barbosa Martins chegou em primeiro lugar.

Cinco mil

A competição mais esperada por todos era os cinco mil metros. A categoria Elite também proporcionou uma grande disputa no Rio Paraguai entre os primeiros colocados. No final, vitória de Anderson Viana Gonçalves, de Campo Grande, seguido pelo corumbaense Erick Nascimento de Souza e Amon Ravazzano José de Castro.

No feminino, a primeira colocada foi Ana Carolina de Castro Muniz, Campo Grande, seguida por Cecília Fujimaki e Alexine Keuroghlian.

Depois de um quarto lugar em 2015, Anderson Viana Gonçalves voltou ao Pantanal Extremo focado na vitória. O campo-grandense afirmou que este ano mudou muito em relação a 2015. A principal mudança foi o percurso todo na calha do Rio Paraguai, largada e chegada.

“Este percurso novo foi muito melhor. A água estava mais fresca, diferente do ano passado quando saímos do Parque Marina Gattass, um trecho muito difícil, água quente. Agora foi bem melhor”, disse o vencedor.

Ana Carolina estava parada e voltou aos treinamentos especificamente para participar do Pantanal Extremo. Apesar de conhecer o Rio Paraguai, esta foi a primeira vez que a campo-grandense disputa a competição, nos cinco quilômetros, e se deu bem.

“Foi uma prova tranquila”, disse ela. Para chegar em primeiro, usou uma tática que foi sair da correnteza do Paraguai. “Se você vai para a correnteza complica. Não consegue subir de jeito nenhum. Então, fiz o que tinha que ser feito, fiz uma prova certinha e consegui o título”, disse ela

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto