Palmeiras derrota o Internacional e já se aproxima do título brasileiro

O Palmeiras está cada vez mais próximo de encerrar o jejum de 22 anos sem títulos brasileiros

Comentar
Compartilhar
07 nov 2016 Por Redação 8h42
dav_7519-1024x682

O meia Cleiton Xavier foi o autor do gol da vitória do Palmeiras sobre o Internacional (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O Palmeiras está cada vez mais próximo de encerrar o jejum de 22 anos sem títulos brasileiros. O time dirigido por Cuca venceu o Internacional por 1 a 0, neste domingo, no Palestra Itália, e abriu seis pontos de vantagem para o vice-líder Santos. O Verdão, que ocupa a ponta do Campeonato Brasileiro desde a 19ª rodada, soma 70 pontos e caminhará para uma conquista antecipada se mantiver a regularidade. Faltam só quatro jogos para o fim da competição.

Com o cancelamento do show da cantora Mariah Carey, que estava previsto para a última terça-feira, o gramado do Palestra Itália teve tempo para se recuperar e apresentou melhoras. Uma forte chuva também atingiu a cidade de São Paulo na hora da partida, mas o sistema de drenagem funcionou bem e evitou o acúmulo de água.

Para a partida, Cuca modificou o meio-campo e escalou o volante Thiago Santos e o meia Cleiton Xavier como titulares. As alterações foram feitas por conta da suspensão de Moisés. E o resultado não poderia ter sido melhor. Foi justamente Cleiton Xavier que balançou a rede, aos 16 do primeiro tempo, após passe de Thiago Santos.

O próximo passo do Palmeiras rumo ao título só poderá ser dado no dia 17, já que o Brasileirão será interrompido para a disputa das Eliminatórias à Copa do Mundo de 2018. Na retomada da campeonato, o time enfrenta o Atlético-MG, atual quarto colocado, no estádio Independência.

O Inter, que corre sérios riscos de ser rebaixado, também irá a campo no mesmo dia, contra a Ponte Preta, no Beira-Rio. O Colorado caiu para a 17ª posição, na zona da degola, e soma apenas 38 pontos – um a menos do que o Vitória, primeiro clube livre da queda.

O Jogo – Foi debaixo de chuva que Palmeiras e Internacional deram o pontapé inicial. Os alviverdes, que tinham a pretensão de segurar a bola no meio-campo, foram obrigados a mudar de estratégia devido às condições climáticas. Nos minutos iniciais, tudo se resumiu a tentativas de encontrar Gabriel Jesus. O atacante brigou a todo instante com a zaga, mas foi pouco efetivo.

O Colorado tentou se beneficiar da desorganização do Palmeiras e buscou jogadas de ataque pelas laterais, mas a ausência do lesionado Vitinho foi sentida pelos gaúchos. A situação só melhorou para o Verdão aos 16 minutos. Após escanteio cobrado por Dudu, Thiago Santos desviou a bola para o centro da área e Cleiton Xavier só teve o trabalho de concluir para o gol.

Acomodado com a vantagem, o Palmeiras não precisou se esforçar muito para conter o Inter. A única chance de perigo que os gaúchos criaram foi uma falta batida por Alex à direita do gol de Jailson, aos 30 minutos. Mas a tranquilidade defensiva não foi sinônimo de pressão no campo de ataque.

O Palmeiras sofreu com as atuações apagadas de Dudu e Róger Guedes, que sentiu um problema físico e foi substituído por Alecsandro no intervalo. A equipe só voltou a levantar os torcedores nos acréscimos da etapa inicial, após Danilo Fernandes defender uma cabeçada no ângulo de Vitor Hugo.

No segundo tempo, a primeira chance de perigo foi do Inter. Anderson foi acionado em contra-ataque, aos oito minutos, e perdeu grande chance ao finalizar para fora. Ele foi atrapalhado por Thiago Santos na entrada da área e não conseguiu acertar o chute.

Nos minutos seguintes, a entrega dos defensores foram os únicos motivos para a torcida do Palmeiras comemorar. O time teve uma atuação fraca no campo ofensivo e pouco produziu para ameaçar Danilo Fernandes. Uma boa chance surgiu só aos 24 minutos, após Fabiano mandar um chute cruzado para fora.

O Inter, aos 35 minutos, assustou com uma finalização de Diego que passou próxima ao ângulo de Jailson. Já o Palmeiras ficou perto do segundo gol, mas um chute de Gabriel Jesus, aos 41, carimbou a trave de Danilo Fernandes. Com a chance perdida, o camisa 33 chegou ao oitavo jogo sem balançar as redes.

Ao término do duelo, os jogadores ajoelharam no centro do gramado, fizeram uma oração e agradeceram ao apoio da torcida. O atacante Dudu e o goleiro Jailson se emocionaram com o momento e deixaram o campo chorando. Agora, o Palmeiras precisa de duas vitórias e um empate para ser campeão brasileiro.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 06 de novembro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (ambos de PE)
Público: 31.967
Renda: R$ 2.112.466,12

GOL:
PALMEIRAS: Cleiton Xavier, aos 16 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Yerry Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos (Gabriel), Tchê Tchê e Cleiton Xavier (Fabiano); Róger Guedes (Alecsandro), Dudu e Gabriel Jesus
Técnico: Cuca

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará (Eduardo Sasha), Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Anselmo, Anderson, William e Alex (Valdívia); Aylon (Diego)
Técnico: Celso Roth

Com informações da Gazeta Esportiva

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto