Prefeitura recupera telhado e forro da Igreja Nossa Senhora da Candelária

Enquanto aguarda liberação da verba para restaurar a Matriz Nossa Senhora Candelária, a Prefeitura de Corumbá, com recursos próprios, já está executando serviços de recuperação do telhado e forro da igreja, conforme o que ficou pactuado entre a Prefeitura e o bispo diocesano de Corumbá, Dom Segismundo Martinez Álvares. Nas obras, a Prefeitura está investindo […]

Comentar
Compartilhar
14 out 2016 Por Ascom PMC 10h51
Serviços fazem parte de uma parceria estabelecida com a Diocese de Corumbá (Foto: Renê Marcio Carneiro)

Serviços fazem parte de uma parceria estabelecida com a Diocese de Corumbá (Foto: Renê Marcio Carneiro)

Enquanto aguarda liberação da verba para restaurar a Matriz Nossa Senhora Candelária, a Prefeitura de Corumbá, com recursos próprios, já está executando serviços de recuperação do telhado e forro da igreja, conforme o que ficou pactuado entre a Prefeitura

e o bispo diocesano de Corumbá, Dom Segismundo Martinez Álvares.

Nas obras, a Prefeitura está investindo R$ 76.835,07, e são necessárias para conter os problemas de infiltrações no prédio interditado pela Defesa Civil. A restauração do prédio é um dos projetos aprovados pelo PAC das Cidades Históricas.

Os serviços estão seguindo os projetos arquitetônico e complementares elaborados pela Prefeitura, por meio da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (Fuphan). Cópias foram entregues pelo prefeito ao bispo Dom Martínez, justamente para que as intervenções necessárias sigam os projetos aprovados pelo Iphan.

Com as obras atuais, o projeto aprovado pelo Governo Federal terá uma redução do custo com a dedução dos valores que estão sendo aplicados pela Prefeitura e pela Diocese que tem conseguido recursos oriundos de campanhas na cidade. O projeto inicial aprovado pelo PAC das Cidades Históricas é de R$ 1.807.227,00.

Termo de cooperação

As cópias dos projetos entregues ao bispo fazem parte de um termo de cooperação firmado entre a Prefeitura e a Diocese, e somente aconteceu após o Iphan ter autorizado a busca de outras alternativas para viabilizar a execução da obra necessária, enquanto se espera a liberação de verba federal.

Os projetos cedidos pela Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico à Diocese de Corumbá são os seguintes: projeto arquitetônico, incluindo restauração dos monumentos, planilha quantitativa-orçamentária com cotações, memória de cálculo e composições; bem como projetos complementares (projeto de estrutura metálica, estrutura e fundações; projeto de segurança contra incêndio e pânico; projeto de instalações elétricas e luminotécnicas; projeto de instalação de água fria e esgoto).

https://www.youtube.com/embed/0XKWEpfeHF0

Colunas

Contraponto