Um adeus sem despedida

Sem que houvesse previsão, uma pequena desconfiança ou um aviso embora que discreto, você se foi. Chegou ao fim uma vida tão alegre, tão bem vivida. Hoje não  ouviremos uma “boa tarde Rapha”, não teremos brincadeiras no grupo, não teremos a sua companhia ainda que nas redes sociais, você partiu surpreendentemente como sempre foi. Neste […]

Comentar
Compartilhar
21 out 2016 Por Erik Silva 6h55
Michel Lorãn * 06.02.1991 + 21.10.2016

Michel Lorãn * 06.02.1991    /   + 21.10.2016

Sem que houvesse previsão, uma pequena desconfiança ou um aviso embora que discreto, você se foi. Chegou ao fim uma vida tão alegre, tão bem vivida. Hoje não  ouviremos uma “boa tarde Rapha”, não teremos brincadeiras no grupo, não teremos a sua companhia ainda que nas redes sociais, você partiu surpreendentemente como sempre foi.

Neste domingo tivemos uma despedida, ainda que sem saber e talvez por este mesmo motivo estava tudo perfeito, parecia que o mundo ia acabar em festa, em sorrisos como o que sempre carregou no rosto, não economizamos em alegria. Mas queríamos “bis”, ninguém estava preparado ainda para dizer adeus, ah, mas Deus não quis assim e quem somos nós para contestar as decisões do altíssimo?

As lembranças que antes planejávamos celebrar num encontro, agora serão guiadas pela saudade, das últimas conversas, das brincadeiras e a imaginação de como seria bom a reunião com os amigos, mas o tempo não espera, corre, nos dribla e a única certeza que temos é que este momento chegará para todos nós, e como chegou cedo para você amigo.

Só posso agradecer a Deus pela oportunidade de te ter como amigo, e como foi bom dividir essa amizade com tantas outras pessoas, como foi bom dividir as pautas contigo, dividir as alegrias, conhecer essa sua generosidade e educação. Hoje as palavras que todos os dias fluem são escassas para tanta coisa que precisa ser dita, vai com Deus Michel, que Ele te receba em um bom lugar, que prazer foi tê-lo conosco, conquistou o respeito, a admiração de todos e a certeza que foi  orgulho para sua família.

O jornalismo hoje está em luto!

[huge_it_gallery id=”42″]

Leia Também

Colunas

Contraponto